Storytelling é para todos nós!

Conhecer James McSill e seu trabalho de storytelling foi sensacional! Ele tem um talento especial para ensinar, ou melhor, inspirar todos aqueles que buscam o desenvolvimento pessoal.
Após a oportunidade de conhecer e participar do seu curso, passei a entender que storytelling pode e deve ser usado por qualquer pessoa de qualquer atividade profissional. Porque construir e contar história pode ser simples, mas entender e usar as técnicas apresentadas pelo James torna-as mais atraentes e envolventes na comunicação.
Para escrever uma obra literária, por exemplo, é necessário dedicação, história e técnica. James acrescenta mais: sua “mágica” em tornar autores em Best Sellers chama-se paixão. Não é por acaso que renomados autores de livros buscam sua orientação.
Os convites para James McSill palestrar, promover cursos e workshops em diversos países da Europa, América Latina e Estados Unidos, mostram a dimensão de seu talento e sua importância no cenário literário e de comunicação.
Agora é a vez da Ásia. Sua fama chegou ao Japão. O mercado japonês de livros e revistas impressas é o maior do mundo e milhares de autores são lançados anualmente em um país que valoriza a cultura e educação. E os autores japoneses querem novos mercados.
Em 2014, os 200 mil brasileiros residentes no Japão também terão a chance de conhecer o trabalho de James McSill através de palestras e workshops.
James contribuirá muito, inspirando e aproximando culturas.

Sergio Tinen, CEO Central-Trade

13 é um número de sorte!

Para alguns povos o número 13 significa azar.
Para mim e para a Editora Ser Mais, 2013 deu-nos a sorte de convivermos mais com o James McSill. Realizamos dois cursos ministrados por ele em nosso auditório. Ambos com pleno sucesso.
Dos autores orientados pelo James, publicamos os livros “ Muito além do perdão – Zeli Sheibel” e “ Mudar juntos – Luiz Carlos Osorio” e vários estão em fase de publicação, entre eles “O que Freud não explicou – Mauricio Sita”
Da minha autoria vem aí também “ A casa dos desejos”.
Os projetos Biz-in-a-box e Brazil-in-a-box estão em andamento.
Ufa!!! Pós James estamos produzindo muito mais, e melhor.
Sei que o reporte sobre as realizações de 14 demonstrará o sucesso da nossa parceria com o grupo McSill.
Desejo a todos BOAS FESTAS e que 2014 seja de realização de todos os sonhos, com saúde, pleno de felicidade, e com mais tempo de convivência com o James.
E, para aqueles que curtem uma boa poesia …

Receita de ano novo
Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)
Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade

Mauricio Sita – CEO da Ser Mais

Contar estórias, criar e colher frutos

Não esqueceremos do ano de 2013 pelo que nos proporcionou em termos de novos desafios: muitas estórias e aprendizados.

A visita que fizemos ao estúdio do James em Pocklington, por exemplo, nos trouxe recordações dos tempos que vivemos na Inglaterra…
Mais do que isto, conseguimos alinhar as bases do Storytelling aplicado ao mundo corporativo, o que nos permitiu fazer palestras conjuntas no Brasil e México nos dois meses seguintes.

Numa noite, caminhando juntos nas peculiares ruas de York, que nos inspiraram a ponto de imaginarmos uma abordagem inovadora e prática, trocamos opiniões e concluímos a estrutura do livro que escreveríamos com muita intensidade e entusiasmo e seria publicado pela Qualitymark em novembro do mesmo ano: um recorde!

Lançado por ocasião da realização do maior congresso de treinamento e desenvolvimento da América Latina (CBTD) demos ao livro o título: “Storytelling para Resultados”. Neste trabalho conjunto entre as empresa MOT e McSill conseguimos plantar algumas sementes e mostrar que muito pode ser feito para divulgar o storytelling no mundo corporativo.

Fazendo um balanço dos nossos encontros ao longo de 2013, pensamos em quanto vamos progredir no ano que vem! A harmonia entre nós dois e o James transcendeu nossos encontros em nossa casa no Brasil, na casa dele na Inglaterra, e no México – onde tivemos muitos insights sobre a metodologia que deveremos aprofundar em 2014, e deve nos levar a mais palestras pelo Brasil e pelo mundo!

Como frutos concretos destas sementes plantadas pela jornada inspiradora dos encontros em Canela/RS, sobre como escrever e narrar as melhores estórias, desenvolvemos e aplicamos, com sucesso, os princípios de Storytelling for Results em vários diversos projetos de consultoria.

Além disso realizamos diversas palestras dentre as quais a do CBTD que gerou uma boa repercussão: já estamos confirmados para realizar uma palestra sobre o tema no maior congresso do mundo em T&D, a ASTD, que acontecerá em Washington DC, no mês de maio – mês, alias, que marcará dois anos exatos da nossa parceria (e, mais importante: de nossa amizade!)

Alfredo Castro e Valeria Maria

DVS Editora

Em 2013 colocamos em prática a parceria entre DVS Editora e James McSill, inicialmente com a coleção “Book in a Box” e, em seguida, com o livro “5 lições de Storytelling”. Todas as publicações alcançaram excelente repercussão, constatada pelo sucesso de vendas e pelas mensagens entusiasmadas que recebemos do público leitor. Além disso, observamos na prática os resultados gerados pelo conhecimento de James no mercado editorial. Os livros “Agora é pra valer!”, de Marcia Luz, e “8 ou 80″, de Branca Barão, ambas autoras assessoradas por ele e lançadas pela DVS Editora, figuraram nas listas de livros mais vendidos ao longo do ano. Tudo isso demonstra que trabalhar com James McSill, seus autores e sua equipe, é muito gratificante. Esperamos que em 2014 possamos continuar oferecendo os principais frutos dessa parceria: livros de alta qualidade!

Sergio Mirshawka

Alô Portugal, escuto

Faz agora pouco mais de um ano que chegou um desafio do outro lado do Atlântico. A minha amiga Noscilene Santos, em São Paulo, colocava na minha vida um escocês, gaúcho, que fala português, vive em Inglaterra e corre os 4 cantos do mundo a falar sobre histórias. O desafio lançado era:
– Quer ser o agente do James McSill aí em Portugal?
Bastou que ela me contasse a história deste mestre das histórias. Aceitei na hora! Há momentos em que você sente que vai fazer parte da História, ajudando a lançar no mercado algo verdadeiramente inovador, que terá um grande impacto na vida de muitas pessoas.
Objetivo: fazer acontecer em Lisboa dois dos mais famosos cursos de James McSill – Storytelling e Write In. Em menos de duas semanas já estávamos envolvidos num triângulo de comunicação via Skype com os epicentros em Lisboa, York e São Paulo.

E em Janeiro de 2013, aconteceu! Fizemos o primeiro evento de divulgação sobre Storytelling com uma sala cheia de formadores, diretores de empresa, coaches, publicitários, escritores e muito mais. O gancho que despertou as pessoas foi esta ferramenta que os portugueses já sabiam, andar nas bocas de todo o mundo, em todo o mundo.

Em seguida, criámos o Grupo Storytelling Portugal no Facebook, onde reunimos muitas das pessoas que partilham um genuíno interesse por esta arte de contar histórias. De serem mais eficazes com a sua comunicação num tempo em que é cada vez mais difícil passar a sua mensagem nesta avalanche de ruído comunicacional. Só através da melhor história, adaptada ao canal de comunicação (Transmedia), pode verdadeiramente haver espaço para a sua mensagem vir à luz do dia e vencer.

Em Maio já estávamos formando o primeiro grupo de Storytelling Nível I. Foram dias em que vivemos a magia total dos ensinamentos do James. E nesses momentos revela-se em cada um de nós um contador de histórias: “Wow, eu também consigo!”

Em Novembro tivemos o Write In Lisboa, assegurámos a publicação de “5 lições sobre Storytelling” em Portugal e, para 2014, já estamos organizando uma nova edição de Storytelling para Janeiro em Lisboa, brevemente no Porto e muito mais…

Não sei tudo sobre 2014, só sei que com James McSill tudo é possível!
Mais informações em Portugal contacte Ricardo Laranjeira
+351 93 565 7070 – portugal@mcsill.com

Ricardo Laranjeira

A arte, a técnica e o meio.

Sou um grande fã de MMA. Pratico arte marcial e sempre que posso assisto às lutas na TV… e não só a dos brasileiros, mas de todos os lutadores cujos estilos me agradam.
 
Este ano foi fora do comum. Vibrei mais com duelos pelo cinturão do que com jogos de futebol da seleção brasileira. Claro que essa atenção aos eventos de combate fez-me olhar tudo de maneira mais profunda e  assim como aplicar o que vi à minha realidade.
 
Escrever é como lutar. Se você possui talento você vai lá, dá a cara pra bater e torce pelo melhor. É desta forma que muitos escritores enfrentam o mercado e lutadores também se lançam em suas carreiras. A maioria fracassa.
 
Ao longo de 2013 estudei livros e livros de técnica, dei palestras e conversei com muitos escritores. Ficou mais evidente do que nunca que o mero talento, a pura arte não é suficiente. É preciso desenvolver técnica, profissionalismo e também aprender a lidar com o meio literário. Ter talento para escrever ou para lutar é uma situação, envolve um tipo de comprometimento. Saber ensinar técnica de escrita ou de luta é outra. E, ainda, saber como lidar com o mercado é uma terceira questão completamente diferente. O Sucesso vem com o alinhar dos três.
 
Nem todo bom escritor/lutador será um bom técnico e nem todo técnico saberá superar as armadilhas dos bastidores. Para 2014 fica o desafio de afiar ainda mais o olhar para essas diferentes áreas, melhorar no que for possível e, naquilo que for impossível, respeitar e aprender com os Danas Whites do meio literário.
 
Foco na criatividade, no aprendizado técnico e na atenção ao meio. Quem sabe não surge a oportunidade de uma grande luta?    
 
Nano Fregonese

Começos, meios e fins.

Sabe aquela última garfada no mais delicioso bolo de chocolate do mundo? Parece o pedaço mais saboroso, talvez porque seja exatamente o último. Mas quantas vezes podemos dizer que sabemos “quando” é o fim de um ciclo? Chegando ao final do ano guardamos a sensação de que algo termina, entretanto nem sempre é necessariamente um fim. Como escritores, pontuamos a estória escolhendo começo, meio e fim. Mas na vida, como identificá-los?
 
Há um ano passei a fazer parte do time de  consultores da McSill Story Consultancy. Localizar o começo dessa jornada é  bem fácil, entretanto o “meio” – aquela grande parte da estória em que a ação realmente acontece – tende a parecer uma avalanche de  eventos só  identificáveis a partir de fragmentos. No meu caso a “fase de confrontação” deu-se numa junção de palestras, workshops, lançamentos, desenvolvimento de “estórias” e consultorias particulares com  autores empenhados em seu crescimento profissional. Agora chegamos ao fim do ano e um balanço é necessário antes de fecharmos o primeiro capítulo dessa história de ser  “consultora literária”. Vejamos:
 
- auxiliando os participantes dos workshops, presenciei o poder das técnicas de Storytelling no desenvolvimento de escritores,
- assessorando autores com suas histórias, aprendi com os processos de criação de cada um deles,
- e trabalhando com líderes no desenvolvimento de suas “narrativas de liderança”, observei de perto a evolução de uma equipe num simples fluir de palavras.
 
Por fim, a semente se desenvolveu e foi muito melhor do que eu poderia imaginar. Encontro-me encantada com a força e o poder do Storytelling nas mais diversas áreas. Recorro agora ao “felizes para sempre”, no intuito de  saltar ainda mais longe e com mais qualidade rumo ao próximo capítulo. Um 2014 que tanto promete novas oportunidades quanto novos conflitos. E como protagonista dessa história, encerro desejando que as gotas de storytelling compartilhadas com diversos artistas, tornem-se uma inundação de possibilidades literárias.

Camila

Aconteceu em 2013! O que virá em 2014?

No decorrer de 2013 escrevemos, contamos e ouvimos histórias sensacionais! De janeiro a novembro mais de dez mil pessoas tiveram a oportunidade de aprender técnicas de produção textual e Storytelling com James McSill no  Brasil, Inglaterra, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Argentina, Uruguai e México.

Além dos cursos de formação, tutorial para desenvolvimento de obra literária, James participou como palestrante nos mais importantes Fóruns e Congressos de RH e Coaching no Brasil, México e nos Estados Unidos: ESARH, CRIARH, ABRH Regional, CBTD, Feira do Livro em Porto Alegre, AMECAP – MX e Expo Brasil – EUA.

Para completar a nossa alegria, três entre os autores publicados, que receberam a consultoria literária de James, tornaram-se best-sellers. Cinco livros da série Book in a Box foram lançados, dois deles com edição já esgotada; James participou do lançamento de Alfredo Castro, Storytelling para Resultados, publicou 5 Lições de Storytelling pela editora DVS, um livro inédito de autodesenvolvimento com fatos, ficção e fantasia, utilizando linguagem hipnótica e exercícios que estimulam a escrita com os princípios do Storytelling .

Muitas coisas aconteceram em 2013! O que esperar de 2014? Mais duas autoras serão publicadas no início do ano: Ivania Backes e Noscilene Santos.

O próximo ano será marcado por grandes acontecimentos no Brasil: Carnaval, Copa do Mundo e eleições. Queremos contar uma nova história: Brasil Hexa Campeão! Você está preparado para ser hexa vencedor em 2014? Storytelling vai diferenciar você e a sua área de atuação no mercado competitivo. Ainda, poderá transformar aquela ideia que está na cabeça em um livro. A agenda McSill Brasil começa em fevereiro.

Entre em contato com a nossa equipe, saiba como aplicar o Storytelling na gestão do conhecimento, no aprimorar da comunicação interpessoal, vendas, criatividade, relacionamentos, educação e em muitas outras áreas.
Temos soluções inovadoras para VOCÊ e para o seu NEGÓCIO!

Noscilene Santos representa James McSill no Brasil e em países Latinos
story@mcsill.com
www.storytellinggroupbrazil.com

James McSill Documentário

Storytelling e Negócios

Próxima Página »